Brincar é coisa de criança!!



Brinquedos não têm gênero


A inovação e a disrupção nunca são óbvias. É preciso saber procurar sinais e um dos especialistas em "tendências não-óbvias", Rohit Bhargava, compartilhou a sua tão famosa lista para 2022. 

Ungendering : Prima do genderless e do agênero, a ideia aqui é remover o preconceito de gênero.

Já existem roupas sem gênero, corredores de brinquedos infantis sem gênero, etc. "Cada vez mais licenças e passaportes estão permitindo um X no campo de identificação de gênero", diz Bhargava.

Esse foi um dos itens destacados em sua palestra no SXSW maior evento de inovação onde as tendências em cultura, comportamento e universo digital se reúnem no mesmo Zip Code.

Na JoyJoyLand já nascemos com este DNA.

Por aqui brinquedos têm gênero neutro.

O gênero não define capacidade, inteligência e aptidões, ou seja, homens e mulheres são iguais, portanto, não existe razão pra colocar limites ou rótulos nos brinquedos e brincadeiras, porque é brincando que a criança compreende o mundo à sua volta.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo