A criança e sua capacidade de nos fazer reparar no cotidiano com mais cor, delicadeza e poesia

Atualizado: 31 de jan.



Nesse espaço de brincadeiras, vemos novas possibilidades, desenvolvemos habilidades, interagimos com empatia e experienciamos a vida de maneira leve, alegre e divertida.


No livro “Play: How it Shapes the Brain, Opens the Imagination and Invigorates the Soul” , o psiquiatra Stuart Brown explica o que é o brincar: uma atividade que fazemos apenas pela alegria de fazer, sem uma finalidade específica. Ela também reduz a consciência de nós mesmos e nos liberta do tempo, já que paramos de nos preocupar se estamos feios, estranhos ou bonitos e nos desligamos de pensamentos, ideias e preocupações. Permite, ainda, nosso potencial de improviso, pois facilita o pensar e agir fora da caixa, abrindo espaço para criatividade e insights; e, quando brincamos, não temos vontade de parar.


Além disso, segundo vários estudos científicos, brincar estimula a plasticidade cerebral, a adaptabilidade, o raciocínio lógico, a socialização, a empatia e a criatividade. Mais do que isso, é um antídoto para o estresse. “Brincar é a essência da vida, é o que faz com que ela seja possível de ser vivida”, arremata Brown.


Enxergar o mundo com os olhos da beleza , da leveza e da imaginação. Esse brincar com a vida, essa alegria genuína de viver que buscamos aqui na JoyJoyLand.

Aqui acreditamos no poder transformador da alegria.

E por isso criamos pontes para construirmos um mundo mais sustentável, inclusivo,

diverso, alegre e humano.

A nossa terra da alegria.


10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo